Na contramão de outros municípios, Tangará conta com intérpretes

Município conta com com aproximadamente 10 intérpretes

Diferentemente do cenário apresentado em alguns municípios, o problema da falta de intérpretes nas escolas públicas não existe há pelo menos 20 anos em Tangará da Serra. Atualmente, o município conta com cerca de 10 intérpretes de libras, profissionais esses que são fundamentais para o bom desenvolvimento do ensino pedagógico da pessoa com deficiência auditiva.

De acordo com a diretora da Centro Municipal Integrado de Educação Especial Prof. Isoldi Storck, Daniela Lamtert, a instituição oferece o atendimento para os alunos surdos no contra turno do ensino regular visando preparar melhor os alunos com deficiência auditiva. “O aluno surdo vai para a escola regular, e o trabalho é reforçado em outro turno aqui na Isoldi, onde é realizado o aprimoramento da língua de sinais. Além disso, os estudantes fazem atividades e tarefas que as escolas pedem, sendo um reforço para o aprendizado”, comentou a diretora da instituição, relatando que os intérpretes do município são distribuídos nas escolas públicas, onde prestam o auxílio necessário durante o ensino regular.

“Dois intérpretes atuam nas escolas municipais José Nodari e Antenor Soares, e os outros profissionais ministram aulas nas escolas estaduais. Isso é muito importante e fundamental para a comunicação dos alunos que necessitam desse serviço. Os estudantes surdos têm aulas nas escolas, mas se não tiverem o intérprete para traduzir a língua, não tem como participar das atividades efetivamente”, relatou Lamtert, informando aindam, que além das aulas de libras, a Escola Isoldi Storck também oferece outros tipos de atividades, como esportivas e teatrais destinadas a cegos, surdos e mudos.

Na Escola Estadual 13 de Maio, por exemplo, as atividades com intérpretes já vem sendo realizadas há alguns anos. Segundo a diretora da instituição, Luciana Alberto Nascimento, atualmente a escola conta com três profissionais especializados. “A escola precisa se adequar para ser inclusiva. Para se comunicar, o aluno surdo precisa do intérprete, pois é fundamental para a interpretação das disciplinas”, enfatizou a responsável. Para a instituição ter o profissional de libras, é necessário que formule um pedido diretamente para a Secretaria de Educação após a matrícula da pessoa com deficiência auditiva. “Tem situação onde o aluno surdo é totalmente dependente do intérprete, então a escola tem a função de educar, e o foco principal é o aprendizado”, finalizou a diretora.

Rodrigo Soares - Redação DS

Grupo Os de Fora agradece apoio da Secretaria de Educação e Cultura

O Grupo Os de Fora esteve na última terça-feira 4, agradecendo a Secretaria Municipal de Educação e Cultura pelo apoio que recebeu da SEMEC quando da participação da final do Festival Mato-grossense de Quadrilhas Juninas o Festrilha, realizado na cidade de General Carneiro, no último final de semana onde representaram Tangará da Serra. O grupo conquistou a 3ª colocação no Festival de nível estadual, recebendo como premiação R$ 9 mil reais.

Na oportunidade foram recepcionados pelo Secretário Prof. Adriano Fernandes e pelo Diretor de Cultura do Município, Anselmo Parabá.

Assessoria

Obras da Creche do Vale do Sol estão praticamente concluídas

A obra estará em breve à disposição da população

“A creche do Vale do Sol está em sua reta final, prestes a ser terminada. Está faltando muito pouco para a obra ser entregue, como pintura interna, serviços de banheiros, louças e algumas outras coisas, mas é uma obra que em breve estará à disposição do município”, revela o secretário de Educação Adriano Fernandes, ao salientar sua importância para a região “Já fizemos todo o levantamento de toda aquela região com relação a lista de espera nas outras creches próximas, a demanda do bairro, então nosso desejo é de atender a comunidade ali ainda este ano. Talvez não depois das férias, mas já começar o período de matrículas ainda este ano”, destacou.

A inauguração da creche no local facilitará sobremaneira a vida dos pais de crianças da localidade, como é o caso de Márcia Pereira Bessa, que mora a poucos metros da nova creche, e que está grávida de nove meses e dependerá de uma vaga para o bebê que vai chegar. “Não só para mim, mas para muita gente que mora aqui e tem que ir longe levar seu filho, porque precisa trabalhar. Agradeço por ter uma creche bem perto da minha casa e espero conseguir uma vaga quanto meu bebê estiver na hora de estudar”, comenta a mãe.

De acordo com Fernandes, há uns pequenos impasses quanto a recursos para a obra, mas ela continua sendo construída, e em breve será entregue à população. “Nós estamos com um pequeno impasse com o governo federal, que é uma questão do pagamento das medições que já foram realizadas, mas nem por isso o empreiteiro suspendeu as obras, ele continua trabalhando, mantendo a equipe de trabalho lá, sendo assim as obras estão em andamento e nós estamos buscando contato com o governo federal diariamente para que todas essas medições sejam liquidadas e ele possa então concluir, porque ele precisa de verba para a conclusão”, finalizou o secretário.

Por Rosi Oliveira - Redação Diário da Serra

Arraiá da Serra atrai cerca de 13 mil pessoas ao Módulo Esportivo

Evento teve inicio na noite da última quinta-feira, e encerramento da noite do sábado

Três dias de festa e muita diversão marcaram o final de semana em Tangará da Serra. Comidas típicas e o tradicional quentão para esquentar o friozinho foram algumas das atrações que levaram para o Módulo Esportivo aproximadamente 13 mil pessoas para acompanhar as festividades, que teve início na última quinta-feira, 08 de junho, e terminou sábado, 10.

O 16° Arraiá da Serra, que foi realizado pela secretaria de Turismo em parceria com a secretaria de Educação e Cultura do município, contou com diversas atrações, entre elas a Banda Alto Astral, que levou o que tem de melhor da música sertaneja para a população festeiras durante os três dias de animação.

De acordo com o secretário de Turismo, José Bernadino, mesmo com o frio que atrapalhou o desempenho da festa na última sexta-feira, a expectativa foi alcançada. “Esta foi uma festa muito bonita e importante para as famílias de Tangará da Serra, um local para trazer os filhos, para se divertirem. A avaliação é positiva porque a gente estimava cerca de 13 mil pessoas no total, o que nos deixou satisfeitos”, comemorou o secretário, ao destacar que a realização do evento caipira também fomentou o turismo local, devido a participação de festeiros de cidades vizinhas.

“Foi uma verdadeira festa, onde tudo ocorreu bem. A segurança feita pela Polícia Militar foi excepcional, sendo que tudo ocorreu na maior tranquilidade possível”, enfatizou Bernadino, que agradece a presença de cada munícipe no Arraiá da Serra.

Durante o evento, o Município realizou o Concurso de Quadrilhas Viva São João, que teve como vencedores os grupos Bicho da Goiaba (Escola Gentila Muraro) na categoria Infanto Juvenil, Flor de Pequi (Escola Dom Bosco) na Adulta e Os de Fora na categoria Independente.

Por Rodrigo Soares - Redação Diário da Serra